Sem categoria

Fórum promovido pelo SETCESP debate combustíveis alternativos, abastecimento urbano e a logística no e-commerce

Publicado pela ABTLP

O evento contou com a participação do secretário de Logística e Transportes do Estado de São Paulo, João Octaviano Machado Neto, e premiou a rede de maior eficiência no recebimento

Ontem (20) foi realizado na sede do SETCESP o Fórum de Transporte, Logística e Abastecimento Urbano. O evento apresentou temas estratégicos para a melhoria da mobilidade urbana e do abastecimento de cargas nos grandes centros.

Com quatro painéis diferentes, abordou também a infraestrutura no recebimento de cargas, o tempo de espera para o descarregamento, as novas fontes de energia e combustíveis alternativos ao diesel, e as novas alternativas de modais de transportes no e-commerce.

Abastecimento Urbano
O primeiro painel foi uma sabatina com o secretário de Logística e Transportes do Estado de São Paulo, João Octaviano Machado Neto e contou com a presença do presidente do Conselho Superior e de Administração do SETCESP, Adriano Depentor, a presidente executiva, Ana Jarrouge, o ex-presidente do SETCESP, Tayguara Helou, e o diretor de abastecimento e distribuição dos SETCESP, Marinaldo Reis.

Durante a conversa o secretário respondeu a perguntas sobre as obras de conclusão do Rodoanel, concessões de rodovias, pedágios free flow, zona máxima de restrição e aproveitou para destacar como a figura de uma autoridade metropolitana poderia auxiliar os transportadores a resolverem o problema das janelas de horário de restrições entre municípios.

“Muita gente enxerga os caminhões com olhos negativos, mas para mim é uma alegria vê-los, porque são o reflexo das atividades econômicas. É preciso que haja um diálogo entre o desenvolvimento rodoviário e o planejamento urbano. A chegada do caminhão não pode ser um problema, tem que ser a solução”, disse Octaviano.

A transformação energética e os desafios em infraestrutura
No segundo painel, o professor do programa de engenharia de transporte (PET) e coordenador do laboratório de transporte de cargas da UFRJ, Márcio D’agosto, falou sobre o futuro da entrega urbana de cargas e apresentou um panorama da evolução do transporte, desde a criação do VUC (veículo urbano de carga) até a especialização da frota de caminhões leves.

“Os contratantes estão exigindo dos transportadores cada vez mais soluções que atendam ao ESG (sigla para governança ambiental, social e corporativa). O futuro da logística já chegou, e então você precisa fazer parte dele”, indicou D’Agosto.

Ainda nesse painel, estiveram presentes Paulo Genezini, gerente de sustentabilidade da Scania do Brasil, Fábio Nicora, engenheiro chefe da área de combustíveis e atrações alternativas na Iveco Brasil e Glauco Juliato, consultor comercial de vendas corporativas da Volkswagen Caminhões e Ônibus.

Cada um deles apresentou como as montadoras desenvolveram veículos que utilizam combustíveis alternativos ao diesel e a eletrificação.

Na sequência, foi aberto um espaço para quem usa essas soluções na prática comentar a respeito. O bate-papo foi realizado com Carlos Ferreira, gestor de sustentabilidade e qualidade na Jomed Log e Fábio Vicentin, diretor de operações da Jadlog Transportes, e teve a intermediação de Ricardo Melchiori, vice-coordenador da Comissão de Sustentabilidade do SETCESP. Eles falaram como estão atuando em operações baseadas para promover uma transformação energética e atender às demandas de clientes e do mercado.

“A Jadlog preza pela sustentabilidade de forma consciente dentro e fora dos caminhões”, contou Vicentim, enquanto isso Ferreira destacou que até é comum encontrar postos de abastecimento de GNV no Rio de Janeiro e em São Paulo, mas não em outros lugares do país.

Melchiori, solicitou aos convidados que destacassem os desafios para uma eletrificação da frota, e contassem suas experiências com o uso de gás biometano, já que também é considerado uma alternativa para uma matriz energética mais sustentável.

Prêmio IER
A programação do evento também contemplou a Premiação do IER (Índice de Eficiência no Recebimento) e a rede de maior IER e àquela mais subiu no ranking, receberam o troféu pela premiação.

A entrega de carga na última milha
O último bate-papo do dia foi sobre as perspectivas e tendências do e-commerce e a entrega no last mile, e contou com a mediação de Guilherme Juliani, diretor da especialidade de E-commerce no SETCESP e os executivos da Total Express e do Mercado Livre.

Juliani trouxe uma pesquisa que informa que dois dos fatores mais geradores de abandono de carrinho em sites de compras estão ligados diretamente ao transporte. “O e- commerce vem crescendo e um dos diferenciais é o transporte. O segundo e terceiro motivo de desistências em compra é o valor do frete e o prazo de entrega para entrega”.

Eduardo Peixoto, vice-presidente comercial da Total Express comentou o enorme número de entregas que a empresa realiza, “é uma entrega a cada dois minutos”. Já Alex Fontes, gerente sênior de transportes no Mercado Livre falou da utilização de veículos de passeio para entrega e sobre a regulamentação. “Difícil achar uma legislação que abrace todos os lados”, comentou.

Ambos destacaram como estão se preparando para a Black Friday deste ano e como as instalações lockers pontos de coletas podem otimizar as entregas.

“Recorremos a alternativas para sermos eficientes mesmo em meio a condições desfavoráveis. O nível de exigência do consumidor brasileiro é muito alto”, comentou Juliani.

Encerrando o evento, o presidente da entidade enalteceu as ricas discussões de todos os debates. “São assuntos profícuos que mostram as novidades do mercado e como fazer para estamos à frente delas. Nós transportadores, precisamos estar atualizados e dê olho no futuro”, finalizou Depentor.

Fonte: SETCESP

Deixe um comentário