Open Close
paulicon

PREÇO DO DIESEL SERÁ REAJUSTADO EM 13 ESTADOS E NO DF A PARTIR DE NOVEMBRO

Dois estados tiveram redução do preço da gasolina, e diesel tem pequena redução apenas no Maranhão; gás de cozinha fica mais caro em oito estados e mais barato em cinco

A partir de 1º de novembro, preços de combustíveis a serem usados como o valor médio ao consumidor serão reajustados.

O Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz) atualizou a tabela com a média dos preços dos combustíveis a serem repassados aos consumidores, o chamado preço médio ponderado ao consumidor final (PMPF). Com isso, o preço do diesel ficou maior em 13 estados e no Distrito Federal. As informações foram publicadas nesta segunda-feira (29/10), no Diário Oficial da União.

O novo preço do diesel, que entrará em vigor a partir de 1º de novembro, abrange os estados de Alagoas, Amazonas, Amapá, Ceará, Goiás, Minas Gerais, Paraíba, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rondônia, Rio Grande do Sul, São Paulo e o Distrito Federal. Os maiores aumentos foram registrados no Ceará, que passou de R$ 3,25 o litro para R$ 3,58 o litro, e no Rio de Janeiro, de R$ 3,42 para R$ 3,67.

O PMPF serve de base para o recolhimento do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) feito pelas refinarias no ato da venda dos combustíveis aos postos de gasolina.

Em relação ao óleo diesel, apenas o Maranhão efetivou uma pequena redução nessa nova tabela, de R$ 3,53 o litro para R$ 3,52. Considerando todos os estados, o PMPF do óleo diesel vai variar de R$ 2,81 o litro, no Espírito Santo, a R$ 4,45, no Acre.

Em julho, o preço do óleo diesel caiu em vários estados como parte do acordo para encerrar a paralisação dos caminhoneiros no mês de maio. De lá para cá, muitos preços já recuperaram o patamar anterior, como é o caso do estado do Amazonas que, em julho, havia baixado o preço médio do diesel para R$ 3,36 o litro e, na nova tabela, foi para R$ 3,80. A Paraíba também chegou a reduzir o preço do diesel para R$ 3,23 e, agora, passou para R$ 3,67.

Gasolina
Considerando todos os estados, o preço médio da gasolina comum vai variar de R$ 4,30 o litro, no Paraná, a R$ 5,35, no Acre, a partir de 1º de novembro. O preço médio da gasolina comum aumentará em 14 estados: Alagoas, Amazonas, Ceará, Goiás, Maranhão, Minas Gerais, Paraíba, Pernambuco, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rondônia, Rio Grande do Sul e São Paulo.

Os maiores aumentos foram no Ceará, de R$ 4,17 para R$ 4,60, e em Minas Gerais, de R$ 4,87 para R$ 5,09. No caso da gasolina, tiveram redução no preço médio ao consumidor o Amapá, de R$ 4,35 para R$ 4,34, e o Distrito Federal, de R$ 4,89 para R$ 4,84.

Além da gasolina comum e do óleo diesel, a tabela do PMPF traz os preços de referência da gasolina premium (aditivada); diesel S10; gás liquefeito de petróleo (GLP – gás de cozinha); querosene da aviação; álcool etílico hidratado combustível (etanol); gás natural veicular (GNV); gás natural industrial e óleo combustível.

Gás de cozinha
O gás de cozinha fica mais caro em sete estados e no Distrito Federal. Os aumentos mais expressivos foram em Minas Gerais, de R$ 5,52/kg para R$ 6,17/kg, e no Rio de Janeiro, de R$ 4,84/kg para R$ 5,41/kg. Mato Grosso e Roraima são os estados com o GLP mais caros do país, R$ 7,37/kg e R$ 7,07/kg, respectivamente.

Por outro lado, o gás de cozinha fica mais barato em cinco estados: Alagoas, Amazonas, Goiás, Maranhão e Rio Grande do Norte. Os estados com o GLP mais baratos são Espírito Santo (R$ 4,53/kg) e Sergipe (R$ 4,78/kg).

O Confaz é constituído pelos secretários de Fazenda, Finanças ou Tributação de cada estado e do Distrito Federal, e presidido pelo ministro da Fazenda. O objetivo do Conselho é adotar medidas para aperfeiçoar a política fiscal dos estados e torná-la compatível com as leis da federação.

A tabela do PMPF é atualizada a cada duas semanas e está disponível na página do Confaz.

Com informações da Agência Brasil

Fonte: O DIA

Ainda não há comentário.

Publique o seu comentário

Comment form

Todos os campos marcados (*) são obrigatórios.